Bom Jesus News-O Portal de Notícias de Bom Jesus-PI e Região

MENU
Logo
Sexta, 16 de abril de 2021
Publicidade
Publicidade

PIAUÍ

Welligton Dias e COE discutem proposta de lockdown durante 14 dias no Piauí

O novo decreto com medidas restritivas serão para o período de 15 a 31 de março.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O governador Wellington Dias (PT) se reunirá com o Comitê de Operações Emergenciais (COE) para definir as medidas restritivas contra a pandemia da Covid no Piauí, é o que informou o coordenador de Comunicação Social do Governo do Estado, jornalista Alisson Bacelar. O novo decreto com medidas restritivas serão para o período de 15 a 31 de março. 

Wellington Dias e o COE irão analisar a adoção da proposta feita , na sexta-feira (12), pela seccional piauiense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) , Conselho Regional de Medicina (CRM) e Conselho Regional de Enfermagem (Coren) de lockdown de 14 dias , liberando apenas as atividades essenciais como alimentação, farmácia e serviços de saúde).  O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themístocles Filho, do MDB, também defendeu lockdown.

Wellington Dias e o COE queriam decretar lockdown há três semanas, mas os empresários, músico, donos de bares e restaurantes e mães de estudantes da rede privada de ensino paralisaram Teresina por um dia e meio bloqueando a passagem nas portas sobre o rio Poti. Mães de estudantes chegaram a impedir o tráfego na ponte Juscelino Kubitschek, que liga sobre o rio Poti o centro e a zona Leste de simulando aulas. Foi quando Wellington Dias decretou toque de recolher das 22h às 5h e lockdown parcial nos finais de semana, o que não impediu a ocupação de 90,8% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Piauí. 

As autoridades têm certeza que agora, com o colapso da rede de saúde e o aumento de mortes e casos de Covid-19, a sociedade, empresários e músicos não irão fazer grandes protestos contra o lockdown.

Comentários:

Fale com a Redação do Portal Bom Jesus News.